19/11/2009

Viva a Magrela!!!

O céu é mais escuro antes do amanhecer? Isso eu não sei, não tenho por costume investigar a escuridão e nem o nascer do Sol. Eu sei do seguinte: depois de uma noite bastante escura eu levantei ainda no escuro, uma escuridão toda minha, e fiz uma coisa e outra ainda no escuro até que por ordem do destino, que faz questão de bancar o engenhoso, tive que realizar um pequeno trabalho sobre duas rodas. Saí de casa ainda neste escuro e, contudo, bastaram algumas poucas pedaladas pra que eu percebesse o solzão que fazia, pedalei um pouco mais, e mais ainda e de repente estava tudo claro, claro mesmo, assim como se tudo fosse iluminado. Comecei até a ouvir uma música qualquer aqui dentro dessa caixa de nome cabeça. Eu estava realmente me divertindo ao pedalar daqui pr'ali debaixo do sol, e continuei a me divertir e me divertir. Sim, eu suei pra caramba, mas nem senti o cansaço. Curioso como as pessoas e o tráfego tratam bem quem está sobre uma bicicleta (pelo menos por aqui), ninguém dispensa aquele mal-humor reservado aos motoqueiros, as pessoas sorriem, os carros dão passagem, o motorista do ônibus parado no ponto sinaliza quando se deve ultrapassa-lo pelo pista, e até os semáforos parecem cronometrados com sua pedalada. É incrível! O que eu sei é que fiz tudo que tinha que fazer com a bicicleta e ainda voltei pra casa super feliz! hehehe... Já aqui em casa escutei, na minha vitrolinha sensacional, o blues de Robert Cray me dizendo, em tom profético, "don't be afraid of the dark" tum tun tumm... daí foi consultar o dicionário de símbolos e descubrir que a bicicleta é evocada pela seguinte característica: "o equilíbrio é assegurado somente pelo movimento para a frente"!

Uma bicicleta hoje me ensinou muita coisa, então é disso que sei agora, o negócio é pedalar, e assim sendo, Vamos logo sem paredes!!!!!!!!




Um comentário:

good news disse...

Simplesmente lindo! Adorei!